Atividade Imobiliária em Orlando - Março 2020

Número de vendas e valor médio do imóvel vendido em Orlando aumentam à medida que o mercado imobiliário aguarda o impacto do COVID-19.

Atividade Imobiliária em Orlando - Março 2020

Assista o Vídeo

Atividade Imobiliária em Detalhes

O mercado imobiliário de Orlando em Março viu suas vendas melhorarem quase 2% em relação a março de 2019, enquanto o preço médio aumentou 8%. O estoque experimentou um declínio ano a ano de 10%, segundo relatório da Orlando Regional REALTOR® Association.

O presidente da ORRA, Reese Stewart, RE/MAX Properties SW, aponta que teremos que esperar mais um mês para ver evidências sólidas da influência da pandemia do COVID-19 nas estatísticas de vendas de imóveis em Orlando.

"Devido ao tempo que tradicionalmente leva uma casa para passar pelo processo de transação (uma média de 37 dias em março), as propriedades que tiveram o closing em março provavelmente entraram em contrato em fevereiro, antes do mercado de ações entrar em declínio e as ordens de ficar em casa."
"É importante lembrar que estamos em uma pandemia global, não em uma recessão imobiliária. Orlando é um destino vibrante e muito procurado por novos residentes, compradores internacionais, investidores etc. ”, continua Stewart. "Está claro que provavelmente veremos uma desaceleração nas vendas, mas não podemos oferecer previsões de mercado a curto prazo, porque essa é uma situação que nunca encontramos. No entanto, estamos confiantes na força do mercado imobiliário de Orlando a longo prazo."

Indicadores do mercado imobiliário

Preço Médio

O preço médio geral das casas de Orlando (todos os tipos combinados) vendidos em março é de $253,500, 7,9% acima do preço médio de março de 2019 de $235,000 e 1,4% acima do preço médio de fevereiro de 2020 de $250,000.

Segundo Stewart, o aumento no preço médio pode ser atribuído em parte às taxas de juros historicamente baixas que aumentam o poder de compra e permitem que os compradores se qualifiquem para casas com preços mais altos.

O preço médio das casas unifamiliares que mudaram de mãos em março aumentou 5,9% em relação a março de 2019 e agora é de $270,000. O preço médio dos condos aumentou 14,5%, para $146,000, e os sobrados/townhomes/duplex aumentaram 5,0%, para $220,000.

O índice de acessibilidade de moradias em Orlando para março é 137,63, abaixo dos 139,71 do mês passado.

*Um índice de acessibilidade de 99% significa que os compradores que obtêm a renda mediana relatada pelo estado estão 1% abaixo da renda necessária para comprar uma casa com preço mediano. Por outro lado, um índice de acessibilidade superior a 100 significa que os trabalhadores com salários medianos ganham mais que o necessário para se qualificar para uma casa com preço médio.

O índice de acessibilidade para compradores de primeira viagem diminuiu para 97,87, de 99,35% no mês passado.

Vendas e estoque

Os corretores membros da ORRA participaram de 3.204 vendas de todos os tipos de casas combinadas em março, o que representa 2,0% a mais do que as 3.142 vendas em março de 2019 e 27,1% a mais do que as 2.521 vendas em fevereiro de 2020.

As vendas de residências unifamiliares (2.544) em março de 2020 aumentaram 3,3% em relação a março de 2019, enquanto as vendas de condos (352) diminuíram 11,3% ano a ano. Os duplex, geminadas e vilas (308 combinados) aumentaram 9,2% em relação a março de 2019.

As vendas de casas em dificuldades financeiras (foreclosures e short sales) atingiram 80 em março e são 27,3% menos do que as 110 vendas em dificuldades em março de 2019. As vendas em dificuldades representaram 2,5% de todas as transações na área de Orlando no mês passado.

O estoque geral de casas disponíveis para compra em março (7.341) representa uma queda de 9,6% em relação a março de 2019 e um aumento de 7,6% em relação ao mês passado. Havia 14,2% menos casas unifamiliares; 1,3% menos condos; e 27,3% mais dúplex/geminadas/villas, ano após ano.

O estoque atual combinado com o ritmo atual de vendas criou um estoque de casas em 2,3 meses em Orlando para março. Houve uma oferta de 2,6 meses em março do ano passado e uma oferta de 2,7 meses no mês passado.

A taxa de juros média paga pelos compradores de Orlando em março foi de 3,45%, ante 3,43% no mês anterior.

As casas cujas escrituras foram assinadas em março levaram em média 54 dias para passar de listadas para pendentes (quando o contrato de venda é assinado) e uma média de 37 dias entre pendentes e fechadas (quando a escritura é assinada), para um total médio de 91 dias da listagem para fechadas (abaixo de um total de 94 dias no mês anterior )

As vendas pendentes (contrato assinado mas pendente de assinar a escritura) em março caíram 14,9% em relação a março do ano passado e caíram 14,7% em relação ao mês passado.

Números da Região Metropolitana

As vendas de residências existentes em todos os municípios de da área metropolitana de Orlando (condados de Lake, Orange, Osceola e Seminole) em março (3,612) foram, coincidentemente, iguais a março de 2019. Até o momento, as vendas na MSA (Metropolitan Statistical Area) aumentaram 4.1%.

As comparações de vendas de cada condado são as seguintes:

  • Lake: 6.7% a mais que Março 2019;
  • Orange: 1.7% a menos que Março 2019;
  • Osceola: 1.3% a mais que Março 2019; e
  • Seminole: 2.9% a menos que Março 2019.
Andrea Pointon

Andrea Pointon

CEO • Broker

Desde que iniciou carreira na área imobiliária, Andrea vem se especializando e adquirindo diversas certificações e especializações.